A articulação de cláusulas na retextualização da fala para a escrita / Clause combining upon retextualization from spoken to written language

Maria Beatriz Nascimento DECAT (UFMG)

Resumo


RESUMO: Neste trabalho investiga-se como se processa a articulação (ou combinação) de cláusulas em português, na atividade de retextualização de textos orais para escritos, com ou sem mudança de gênero textual. É dado enfoque, sobretudo, às operações que seguem regras de transformação, propostas por Marcuschi (2001), através de estratégias de substituição, acréscimo, reordenação e condensação. São analisadas especificamente as relações de caráter adverbial, procurando verificar de que maneira as proposições relacionais desse tipo, que emergem no texto-base, são mantidas no texto-final e como elas ali se materializam linguisticamente. Objetiva-se mostrar como a combinação de orações pode estar a serviço dos diferentes propósitos comunicativos do usuário da língua quando da organização/reorganização de um texto, após a retextualização, procurando verificar o que conduz ao uso da estratégia de condensação, que fator sintático-discursivo ou pragmático leva à reordenação, ou à substituição de uma estrutura por outra.

PALAVRAS-CHAVE: Retextualização. Articulação de orações. Relações retóricas. Organização discursiva

 

ABSTRACT: This is an investigation of how clauses are combined in Brazilian Portuguese upon retextualization from spoken to written language, whether or not the textual genre is maintained. An emphasis is placed on operations that follow transformation rules, such as the ones proposed by Marcuschi (2001), involving the strategies of substitution, addition, reordering and condensation. More specifically, adverbial structure is analyzed to establish how adverbial propositions from the base-text are linguistically materialized in the end-text. The aim is to demonstrate in which sense clause combining may serve a language user’s various communicative purposes, as he/she organizes and reorganizes a text after retextualization. What exactly is conducive to the use of the strategy of condensation? Is there a specific syntactic-discursive factor or else a pragmatic factor leading to reordering or substitution of a structure for another?

KEYWORDS: Retextualization. Clause combining. Rhetorical relations. Textual organization


Texto completo:

PDF - P. 49-60

Referências


REFERÊNCIAS

ANTONIO, Juliano Desiderato. Estrutura retórica e articulação de orações em narrativas orais e em narrativas escritas do português. 2004. 158f. Tese (Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa) – Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2004.

CASTILHO, Ataliba T. de; PRETI, Dino. A linguagem falada culta na cidade de São Paulo. São Paulo: T.A.Queiroz, Editor/FAPESP, 1987. v. 2 (Diálogos entre dois informantes).

DECAT, Maria Beatriz N. Leite com manga, morre!: da hipotaxe adverbial no português em uso. 1993. 287f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada ao Ensino de Letras) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 1993.

DECAT, Maria Beatriz N. A articulação hipotática adverbial no português em uso. In: DECAT, Maria Beatriz N.; SARAIVA, Maria Elizabeth Fonseca: BITTENCOURT, Vanda de Oliveira; LIBERATO, Yara Goulart (ed.). Aspectos da gramática do português: uma abordagem funcionalista. Campinas: Mercado de Letras, 2001. p. 103-166.

DECAT, Maria Beatriz N. Estruturas desgarradas em língua portuguesa. Campinas: Pontes Editores, 2011.

DELL’ISOLA, Regina L. Péret. Retextualização de gêneros escritos. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

HALLIDAY, Michael A.K. An introduction to Functional Grammar. Revised by Christian M.I.M. Matthiessen. 3.ed. London: Hodder Arnold, 2004.

LABOV, William; WALETZKY, Joshua. Narrative Analyses: oral versions of personal experience. In: HELM, June (ed.). Essays on the verbal and visual arts: proceedings of the 1966 annual spring meeting of the American Ethnological Society. Seattle: University of Washington Press, 1967. p. 12-44.

MANN, William C.; THOMPSON, Sandra A. Relational propositions in discourse. Technical Report ISI/RR-83–115. Berkeley: University of Southern California, 1983. p. 1-28.

MANN, William C.; THOMPSON, Sandra A. Rhetorical Structure Theory: toward a functional theory of text organization. Text, v. 8, n. 3, p. 243-281, 1988.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Contextualização e explicitude na relação entre a fala e a escrita. In: ENCONTRO DE LÍNGUA FALADA E ENSINO, I, 1995, Maceió. Anais [...]. Maceió: Ed. da UFAL, 1995. p.27-48.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: o que são e como se classificam. Recife: Universidade Federal de Pernambuco. Inédito.

MATTHIESSEN, Christian; THOMPSON, Sandra A. The structure of discourse and ‘subordination’. In: HAIMAN, John; THOMPSON, Sandra A. (ed.). Clause combining in Grammar and Discourse. Amsterdam/Philadelphia: J. Benjamins, 1988. p. 275-329.

ONO, Tsuyoshi; THOMPSON, Sandra A. Unattached NPs in English Conversation. In: MORE, Kevin E.; PETERSON, David A.; WENTURN, Comfort (ed.). Proceedings of the Twentieth Annual Meeting of the Berkeley Linguistics Society. General Session. Michigan: Ann Arbor, 1994. p. 402-419.

ROSA, Célia. Do oral ao escrito: trajetória de uma retextualização coletiva. 2000. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) – Pontifícia Universidade Católica, Belo Horizonte, 2000.

TABOADA, Maite. Discourse markers as signals (or not) of rhetorical relations. Journal of Pragmatics, v. 38, n. 4, p. 567-592, 2006.

TABOADA, Maite. Implicit and explicit coherence relations. In: RENKEMA, J. (ed.). Discourse, of course. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins, 2009. p. 127-140.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Guavira Letras