Como o diabo gosta: Cartas de C.S. Lewis / As the devil likes: Letters by C.S. Lewis

Gabriele GREGGERSON (FAGAMMON), Esdras Alexandre Silva da ROCHA (UPM)

Resumo


RESUMO: O objetivo do artigo é contextualizar e tornar a obra de Lewis mais conhecida no Brasil. Após uma breve abordagem e discussão do diabo e dos demônios ao longo da história, particularmente da cristã, apresentamos o autor, C.S. Lewis e sua obra, Cartas de um Diabo a seu Aprendiz, The Screwtape Letters, no original. Munidos desses elementos, empreendemos uma análise das coisas de que o diabo gosta nessa obra de ficção em formato epistolar, a fim de nos aproximarmos do sentido mais profundo do livro e sua sabedoria sobre a “lógica” do diabo.

PALAVRAS-CHAVE: Diabo. Corrupção. Extremismo. Manipulação. Preconceito.

  

ABSTRACT: The aim of the article is to contextualize and let the workmanship of C.S. Lewis be more known in Brasil. After a brief approach and discussion of the devil and demons throughout history, particularly in the Christian tradition, we present the author, C.S. Lewis and his work, The Screwtape Letters, which was translated to Cartas de um Diabo a seu aprendiz in the Portuguese version. Armed with these elements, we undertake an analysis of the things the devil likes in this work of fiction in epistolary format, in order to approach the deeper meaning of the book and its wisdom about the "logic" of the devil.

KEYWORDS: Devil. Corruption. Extremism. Manipulation. Prejudice.

 

RESUMEN: O objetivo do artigo é contextualizar e tornar a obra de Lewis mais conhecida no Brasil. Após uma breve abordagem e discussão do diabo e dos demônios ao longo da história, particularmente da cristã, apresentamos o autor, C.S. Lewis e sua obra, Cartas de um Diabo a seu Aprendiz, The Screwtape Letters, no original. Munidos desses elementos, empreendemos uma análise das coisas de que o diabo gosta nessa obra de ficção em formato epistolar, a fim de nos aproximarmos do sentido mais profundo do livro e sua sabedoria sobre a “lógica” do diabo.

PALABRAS CLAVE: Diabo. Corrupção. Extremismo. Manipulação. Preconceito.


Texto completo:

PDF - P. 50-65

Referências


ALONSO-SCHÖKEL, Luis. Dicionário hebraico-português. Tradução de Ivo Storniolo e José Bortolini. São Paulo: Paulus, 1997.

ALONSO-SCHÖKEL, Luis; SICRE-DIAZ, José Luis. Profetas II – Ezequiel – Doze profetas menores – Baruc – Carta de Jeremias. Tradução de Pe. Anacleto Alvarez. 3. ed. São Paulo: Paulus, 2011.

BÍBLIA HEBRAICA. Biblia Hebraica Stuttgartensia. Prefácio em português de Edson de Faria Francisco. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2009.

BÍBLIA. Bíblia de Jerusalém. Nova edição, revista e ampliada. 11. reimp. São Paulo: Paulus, 2016.

CONFISSÃO de fé de Westminster. 17. ed. São Paulo: Cultura Cristã, 2005.

LACOSTE, Jean-Yves (dir). Dicionário crítico de teologia. Tradução de Paulo Meneses [et al.]. São Paulo: Paulinas: Edições Loyola, 2004.

BROWN, Colin; COENEN, Lothar (Orgs.). Dicionário internacional de teologia do Novo Testamento. Tradução de Gordon Chown. 2.ed. São Paulo: Vida Nova, 2000.

DURIEZ, Colin. Manual prático de Nárnia. Tradução de Celso Roberto Paschoal. Osasco, SP: Novo Século Editora, 2005.

GARDNER, Laurence. O diabo revelado. Tradução de Eduardo Soma. São Paulo: Madras, 2013.

GENETTE, Gérard. Paratextos editoriais. Tradução de Álvaro Faleiros. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009.

GREGGERSEN, Gabriele. O leão, a feiticeira e o guarda-roupa e a Bíblia: implicações para o educador. Curitiba: Editora Prismas, 2016.

KERTELGER, Karl. Diabos e demônios, exorcismos em perspectiva bíblica. In: KASPER, Walter (et al.). Diabo, demônios, possessão: da realidade do mal. Tradução Silvino Arnhold. São Paulo: Edições Loyola, 1992. p. 9-42.

LAMBDIN, Thomas O. Gramática do Hebraico Bíblico. Tradução de Walter Eduardo Lisboa. São Paulo: Paulus, 2003.

LEWIS, C. S. The Screwtape Letters. London, UK: Geoffrey Bles: The Centenary Press, 1942.

______. Cartas do inferno e murcegão oferece um brinde. Tradução de Roque Monteiro de Andrade. São Paulo: Edições Vida Nova, 1964.

______. Surpreendido pela alegria. Tradução de Eduardo Pereira e Ferreira. Viçosa, MG: Ultimato, 2015.

______. Cartas de um diabo a seu Aprendiz. Tradução de Gabriele Greggersen. São Paulo: Thomas Nelson, 2017.

MATERA, Frank J. Cristologia narrativa do Novo Testamento. Tradução de Jaime A. Clasen. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

MCGRATH, Alister. A vida de C. S. Lewis: do ateísmo às terras de Nárnia. Tradução de Almiro Pisetta. São Paulo: Mundo Cristão, 2013.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 12. ed. rev., ampl. e atual. São Paulo: Cultrix, 2013.

MERRiam-Webster’s Encyclopedia of Literature. Kathleen Kuiper (Ed.). Springfield, Massachusetts: Merriam-Webster’s, Incorporated, Publishers, 1995.

NOVO Testamento interlinear grego-português. Incluindo o texto da tradução de João Ferreira de Almeida, revista e atualizada no Brasil, segunda edição e da nova tradução linguagem de hoje por Vilson Scholz com colaboração de Roberto G. Bratcher. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2004.

O NOVO Testamento Grego. 4.ed. rev.; com introdução em português e dicionário grego-português editado por Vilson Scholz. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 2009.

OROPEZA, B. J. 99 perguntas sobre anjos, demônios e batalha espiritual. Tradução de Josué Ribeiro. São Paulo: Mundo Cristão, 2000.

OSWALT, John N. Comentário do Antigo Testamento. Tradução de Valter Graciano Martins. São Paulo: Cultura Cristã, 2011. (Isaías – vol. 01)

RUSCONI, Carlo. Dicionário do Grego do Novo Testamento. Tradução de Irineu Rabuske. São Paulo: Paulus, 2003.

STUART, Douglas. Manual de Exegese bíblica. Tradução de Estevan Kirschner e Daniel de Oliveira. São Paulo: Vida Nova, 2008.

TAYLOR, John B. Ezequiel: introdução e comentário. Tradução de Gordon Chown. Série Cultura Bíblica. São Paulo: Vida Nova, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Guavira Letras