O ensino de ortografia na alfabetização: uma análise de materiais didáticos

Carine Haupt (UFT), Layssa de Jesus Alves Duarte (UFT)

Resumo


Embora o processo de alfabetização não se restrinja ao ensino de correspondências entre grafemas e fonemas, é importante, sobretudo na etapa inicial de alfabetização, que o ensino de ortografia e escrita alfabética seja sistematizado e que se considere as relações entre letra e som. Diversos métodos de alfabetização surgiram e foram incorporados pelos materiais didáticos, o que trouxe discussões e controvérsias sobre qual seria a melhor maneira de ensinar a ler e a escrever. Primeiramente trataremos dos métodos de alfabetização, em seguida, faremos considerações sobre a importância de uma abordagem que considere as relações entre letras e sons.  Em seguida, uma análise de dois materiais didáticos de abordagens distintas (a “Cartilha Sodré”- com primeira edição publicada em 1940 e o livro didático “Porta Aberta: Letramento e Alfabetização – 1º ano”, edição de 2011), mostrará como conteúdos de escrita alfabética e ortográfica se organizam neles e como se diferem em relação ao método e à abordagem do conteúdo. Os referenciais teóricos principais foram trabalhos de Bortoni-Ricardo, Cagliari, Morais e Mortatti. O trabalho mostrou que é possível a elaboração de materiais didáticos que considerem tanto perspectivas de ensino atuais quanto as mais tradicionais. Concluímos que as novas perspectivas de ensino são úteis se aliadas ao ensino sistemático das relações entre letras e sons.


Texto completo:

PDF - p. 149-165

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858 (Qualis B2)