Tendências da toponímia urbana do município de Dourados – MS: os nomes das ruas / Trends of the urban toponimmia of the municipality of Dourados – MS: the streets names

Marilze TAVARES (UFGD)

Resumo


RESUMO: Neste trabalho investigamos os nomes de ruas da área Urbana do município de Dourados – MS com o objetivo de examinar tendências no que se refere à motivação semântica, à estrutura do sintagma toponímico e à presença de outras línguas, além da língua portuguesa. Em geral, fundamentamo-nos nos pressupostos teórico-metodológicos de Dick (1990; 1992) que orientam as principais pesquisas toponímicas do Brasil, especialmente aquelas realizadas no âmbito do Projeto Atlas Toponímico do Estado de Mato Grosso do Sul – ATEMS, ao qual este trabalho está vinculado. A análise evidenciou os seguintes resultados: i) quanto à motivação, prevalecem os nomes de pessoas e, em segundo lugar em número de ocorrências, os nomes de outras localidades (cidades, estados, países.); ii) quanto à estrutura morfológica, sobressaem os topônimos compostos de dois ou mais vocábulos;  e, iii) quanto à língua de origem, a portuguesa prevalece, seguida, bem de longe, de línguas indígenas e de várias outras (italiano, japonês, árabe, espanhol...), que podem, em certa medida, serem associadas ao  processo de constituição da população do município.

PALAVRAS-CHAVE: Léxico. Toponímia. Nomes de ruas. Dourados/MS/Brasil. 

 

ABSTRACT: In this work we investigate the streets names of Dourados municipality urban area with the aim of examining trends regarding semantic motivation, the structure of the toponymic syntagm and the presence of other languages besides the Portuguese language. In general, we base ourselves on the theoretical and methodological assumptions of Dick (1990, 1992) that guide the main toponymic researches in Brazil, especially those carried out under the Atlas Toponymic Project of the State of Mato Grosso do Sul ATEMS, to which this work is linked. The analysis showed the following results: I) as to motivation the names of people prevail, and secondly, in the number of occurrences the names of other localities (cities, states, countries.) II) as to the morphological structure, the toponyms composed of two or more word stand out. And III) as to the native language, the Portuguese language prevails, followed by far, by indigenous languages and by several others (Italian, Japanese, Arabic, Spanish, ...), which may in a certain way to be associated with the process of constitution of the municipality population.

KEYWORDS: Lexicon. Toponimmia. The streets names. Dourados/MS/Brazil.

 

 


Texto completo:

PDF - P. 79-95

Referências


REFERÊNCIAS

DARGEL, Ana Paula Tribesse Patrício. Entre buritis e veredas: o desvendar da toponímia do Bolsão sul-mato-grossense. 190 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagens) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas – MS, 2003.

DICK, Maria Vicentina de Paula do Amaral. A dinâmica dos nomes na cidade de São Paulo 1554-1897. São Paulo: ANABLUME, 1996

_____. Toponímia e antroponímia no Brasil. Coletânea de estudos. São Paulo: Serviço de Artes Gráficas/FFLCH/USP, 1992.

_____. A motivação toponímica e a realidade brasileira. São Paulo: Arquivo do Estado, 1990.

_____. Origens históricas da toponímia brasileira. Os topônimos transplantados. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros – IEB. Universidade de São Paulo, São Paulo, n.24, p. 76 – 96, 1982.

GEODOURADOS BANCO DE DADOS MULTIFINALITÁRIO. Disponível em http://geo2.dourados.ms.gov.br/geodourados/map.phtml. Acesso em setembro de 2017.

GONSALVES, Doraci da Luz. Um estudo da toponímia da porção sudoeste de Mato Grosso do Sul: acidentes físicos e humanos. 185 f. (Mestrado em Estudos de Linguagens) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas – MS, 2004.

HOUAISS, Antônio; VILLAR, Mário Sales. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

LEI ORGÂNICA DO MUNICÍPIO DE DOURADOS. Disponível em http://www.camaradourados.ms.gov.br/a-camara/lei-organica. Acessado em 27 de janeiro de 2017.

SCHNEIDER, Marlene. Um olhar sobre os caminhos do Pantanal Sul-mato-grossense: a toponímia dos acidentes físicos. 168 f. Dissertação (Mestrado em Estudos de Linguagens) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas-MS, 2002.

SOUZA, Roney Salinas. Uma vida entre dois mundos: imigrantes sírios e libaneses em dourados (1910-1980). 207 f. (Mestrado em História). Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2007.

TAVARES Marilze; VELASCO, Denise de Oliveira Barbosa. A presença e a motivação de topônimos indígenas nas ruas de Dourados – MS. In: Revista Arredia, Dourados, MS, Editora UFGD, v.5, n.9: 15-34, jul./dez. 2016.

TAVARES, Marilze. Toponímia sul-mato-grossense: um caminhar pelas microrregiões de Dourados, de Iguatemi e de Nova Andradina. 214 f. (Mestrado em Estudos de Linguagens) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas – MS, 2004.

TAVARES, Marineide Cassuci. Estudo toponímico da região centro-norte de Mato Grosso do Sul: o desvendar de uma história. 214 f. (Mestrado em Estudos de Linguagens) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Três Lagoas – MS, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858