A biblioteca do etnógrafo e a criação do poeta: um estudo dos “Poemas da Negra” / The ethnographer and the poet: a study of the creative process of "Poemas da Negra”

Angela Teodoro GRILLO (IEB/USP)

Resumo


RESUMO: À luz da crítica genética, o presente artigo dedica-se a traçar um diálogo entre as leituras de Mário etnógrafo e a criação de “Poemas da Negra”, conjunto de 12 textos, escritos em 1929 e publicados em 1930, no livro Remate de males. Interessado na representação do negro, no Brasil e em outras partes do mundo, o pesquisador registra em notas de trabalho a indicação de centenas de livros, o que permite uma visita guiada na biblioteca dele. Neste momento, abriremos as páginas de algumas dessas obras que formam um conjunto de leituras que deflagra as representações da mulher negra na literatura, principalmente popular, de Portugal e do Brasil, sempre ligadas a esteriótipos de ridicularização e sexualidade exacerbada. O poeta, por sua vez, ao inverter essas imagens, cria uma nova dicção da mulher negra, em um dos mais belos poemas de amor da Literatura Brasileira. O presente estudo, voltado à compreensão do trajeto criativo, foi possível a partir da consulta de manuscritos do arquivo e de livros, com marginália ou não, da biblioteca do escritor, documentos que incorporam o acervo de Mário de Andrade, salvaguardado no Instituto de Estudos Brasileiros (IEB-USP).

PALAVRAS-CHAVE: “Poemas da Negra”. Mulher negra. Literatura brasileira. Processo de criação.

 

ABSTRACT: Based on genetic criticism, this article is devoted to a dialogue between the readings of Mário etnógrafo and the creation of “Poemas da Negra”, a set of 12 texts written in 1929 and published in 1930 in the book Remate de males . Interested in the representation of the Negro, in Brazil and in other parts of the world, the researcher records in work notes the indication of hundreds of books, which allows a guided tour in his library. At this moment, we will open the pages of some of these works that form a set of readings that deflagrate the representations of the black woman in literature, mainly popular, of Portugal and Brazil, always linked to stereotypes of ridicule and exacerbated sexuality. The poet, in turn, by inverting these images, creates a new diction of the black woman in one of the most beautiful love poems of Brazilian Literature. The present study, aimed at understanding the creative path, was possible through the consultation of manuscripts from the archives and books, marginally or not, from the writer's library, documents that incorporate the collection of Mário de Andrade, safeguarded at the Institute of Studies Brazilians (IEB-USP).

KEYWORDS: "Poemas da Negra". Black woman. Brazilian literature. Creation process.


Texto completo:

PDF - P. 99-108

Referências


BRAGA, Teófilo (Org.). Contos tradicionaes do português. Lisboa: J. A. Rodrigues, 1911.

BRAZIL, A. Americano do. Cancioneiro de Trovas do Brasil Central. São Paulo: Editora Monteiro Lobato, [1925].

CARDOSO, Nuno Catharino. Cancioneiro popular português e brasileiro. Lisboa, Rio de Janeiro: Cia Editora Americana, 1921.

GRILLO, Angela Teodoro. Processo de criação do estudo Preto: um inédito de Mário de Andrade. Dissertação de Mestrado. Orientação: Profª Drª Telê Ancona Lopez. FFLCH- USP, 2010.

_______. O losango negro na poesia de Mário de Andrade. Tese de doutorado. Programa de Literatura Brasileira. FFLCH-USP. Orientadora: Telê Ancona Lopez. São Paulo, 2015.

_______. Sambas insonhados: o negro na perspectiva de Mário de Andrade. Ciclo Contínuo: São Paulo: 2016.

HAY, Louis. A literatura dos escritores: questões de crítica genética. Tradução Cleonice Paes Barreto Mourão. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

ANDRADE, Mário de. Poesias completas. Edição de texto apurado, anotada e acrescida de documentos por Tatiana Longo Figueiredo e Telê Ancona Lopez. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2013, v. 1 e 2.

LOPEZ, Telê Ancona. “A biblioteca de Mário de Andrade: seara e celeiro da criação”. In: Criação em progresso: ensaios de crítica genética. Organização: Roberto Zular. São Paulo: Editora Iluminuras, 2002, p. 45-72.

PIRES, Antonio Tomas. Contos populares portugueses: recolhidos da tradição oral. Elvas: Typ. Progresso, 1916.

ROMERO, Silvio (Org.) Estudos sobre a poesia popular do Brazil, Rio de Janeiro: Typ. Laemmert, 1888.

SOUZA, Gilda de Mello. “A poesia de Mário de Andrade”. In: _____. A ideia e o figurado. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2005, p. 31-45.

SALLES, Cecília Almeida. Crítica genética: uma introdução, fundamentos dos estudos genéticos sobre os manuscritos literários. São Paulo: EDUC, 1992.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858