No país das maravilhas: Uma análise das relações dialógicas no projeto para o ensino de Arte nas séries iniciais do ciclo I do Estado de São Paulo

Rosali Cabral Garcia Luvisoto (UNIFRAN), Camila de Araújo Beraldo Ludovice (UNIFRAN)

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar as relações dialógicas e as interações verbais observadas nos enunciados presentes em um projeto de Ensino de Arte nas séries iniciais do estado de São Paulo, intitulado No país das Maravilhas, para verificar o diálogo estabelecido entre estes enunciados e aqueles localizados no filme: “Alice no País das Maravilhas”.  Neste trabalho buscamos empreender uma leitura dialógica desse material e efetuar uma análise bakhtiniana das relações dialógicas presentes nos enunciados destes dois textos – projeto e filme.  Foi feita uma seleção de enunciados presentes no projeto e de outros retirados do filme de Tim Burton (2010).  A partir das reflexões oferecidas por essa análise, procuramos verificar em que medida o olhar bakhtiniano para esse material pode contribuir para o ensino de Arte sob um enfoque dialógico da linguagem. Os resultados obtidos revelaram que o projeto responde às reflexões de Bakhtin sobre Arte e responsabilidade e que o olhar bakhtiniano oferece valores e tons à educação, como resposta responsável. O projeto dialoga com o pensamento de Bakhtin por orientar o professor a motivar o aluno das séries iniciais a reconhecer-se participante da atividade estética, unindo, em seu agir responsável, os mundos da cultura e da vida.


Texto completo:

PDF - p. 290-307

Referências


ALICE no País das Maravilhas. Direção: Tim Burton. Produção: Tim Burton, Joe Roth, Jennifer Todd, Suzanne Todd e Richard D. Zanuck. Walt Disney Studios: Estados Unidos da América. 2010. 1 DVD (109 min.) Son, Color.

BAKHTIN, M. (VOLOCHÍNOV). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1986.

______. Para uma filosofia do ato responsável. Tradução de Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010b.

______. Estética da criação verbal. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. Prefácio à edição francesa Tzevtan Todorov. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2010a.

BARBOSA, A. M. Inquietações e mudanças no ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 2002.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Arte/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 5692/71. Brasília: Senado, 1971.

______. Senado Federal. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: nº 9394/96. Brasília: Senado, 1996.

BUORO, A. B. O olhar em construção: uma experiência de ensino e aprendizagem da arte na escola. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FREITAS, M. T. (Org.). Educação, arte e vida em Bakhtin. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

GERALDI, J. W. G. Bakhtin tudo ou nada diz aos educadores: os educadores podem dizer muito com Bakhtin. In: FREITAS, M. T. (Org.). Educação, arte e vida em Bakhtin. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

KRAMER, S. A educação como resposta responsável: apontamentos sobre o outro como prioridade. In: FREITAS, M. T. (Org.). Educação, arte e vida em Bakhtin. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

MARCHEZAN, R. C. Diálogo. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: outros conceitos-chave. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2006.

MARTINS, M. C.; PICOSQUE, G.; GUERRA, M. T. T. Didática do ensino da arte: a língua do mundo - poetizar, fruir e conhecer Arte. São Paulo: FTD, 1998.

MARTINS, M. C. Conceitos e terminologia. Aquecendo uma transforma-ação: atitudes e valores no ensino de Arte. In: BARBOSA, A. M. Inquietações e mudanças no ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 2002.

PILLAR, A. D. A educação do olhar no ensino da arte. In: BARBOSA, A. M. Inquietações e mudanças no ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 2002.

PONZIO, A. A concepção bakhtiniana do ato como dar um passo. In: _____. Para uma filosofia do ato responsável. Tradução de Valdemir Miotello & Carlos Alberto Faraco. São Carlos: Pedro & João Editores, 2010.

VENTRELLA, R. C.; GARCIA, M. A. L. (Orgs.). Ensino de Arte nas séries iniciais: Ciclo I. São Paulo: FDE, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858 (Qualis A2)