A FICÇÃO E A VIDA: ALEGAÇÕES PARA PENSAR UMA LITERATURA EM CRISE

Juan Pablo Chiappara

Resumo


RESUMO: Nosso objetivo é reflexionar sobre o momento de crise da literatura e dos estudos literários para propor pensar em uma forma de escrita e leitura literárias que, ao mesmo tempo em que corroboram o esgotamento de um paradigma, supõem a emergência de outro. Se Tzvetan Todorov se refere à Literatura em perigo e Dominique Maingueneau se detém na análise das causas do que chama de fim da Literatura, sugerimos deslocar o foco da discussão propondo o valor intrínseco da ficção em relação à vida humana. Nesse sentido,
remetemos a um debate secular, o da oposição aristotélico-platônica sobre a função da imitação estética como forma de conhecimento do mundo e da construção da verdade. Nossa contribuição ao debate gira em torno da discussão de uma literatura de testimonio, na linha do que propõe Márcio Seligmann-Silva, a partir de uma concepção de sujeito fraturado que permite entender uma mudança na forma de representar, resumida na ideia de representação-efeito.
Para concluir, levantamos o problema da relação entre ficção e vida e sugerimos que a crise pode ser superada se reconhecemos que a elaboração ficcional da realidade é o que nos tornou e nos torna mais humanos.

PALAVRAS-CHAVE: Literatura. Crise. Ficção. Vida.

Abstract: Our objective is to reflect upon the present crisis undergone by Literature and Literary Studies to propose rethinking a new form of literary writing and reading encompassing both the exhaustion of a paradigm and the
emergence of another. While Tzvetan Todorov refers to Literature in danger of extinction, and Dominique Maingueneau focusses on the analysis of the causes
of the so-called end of Literature, Jorge Volpi changes the focus of discussion by emphasizing the intrinsic value of fiction to human life. Thus, he engages in a secular debate, previously signaled by Jorge Luis Borges, that of the Aristotelic- Platonic opposition on the function of the aesthetic imitation as a form of knowledge of the world and construction of Truth. Our contribution to this debate is the discussion of a Testimonial Literature, following the line proposed by Márcio Seligmann-Silva, based on the concept of a fractured subject that allows understanding change in the form of representation, summarized in the idea of ‗representation of recriation‘, as proposed by Luiz Costa Lima. In conclusion, we dialogue with Juan José Saer and Jorge Volpi on the relation between fiction and life, and suggest that the crisis can be overcome as we become more and more human.

Keywords: Literature. Crisis. Fiction. Life


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858 (Qualis A2)