Histórias de fronteiras, memórias que ecoam no presente: relatos entre a Itália e a ex-Iugoslávia

Gabriela Kvacek Betella (UNESP)

Resumo


Para entender a complexidade de alguns romances dos escritores italianos Carlo Sgorlon (1930-2009) e Fulvio Tomizza (1935-1999), ressaltamos aspectos da literatura de fronteira e de testemunho, a saber, as imagens percebidas além dos limites da Itália norte-oriental, ponto de encontro com as culturas eslavas, sobretudo com relação aos acontecimentos entre a década de 1940 e o final do século XX ligados à complicada convivência entre nacionalidades, etnias, religiões e ideologias políticas, especialmente agravada pelo fascismo no período 1943-1945. Os episódios na região de Trieste e da Ístria envolvendo a deportação, a prisão e a tortura de pessoas, a polêmica chacina de Porzûs (um dos eventos mais controversos da Resistência italiana) e o dramático extermínio das Foibe são fatos que multiplicam as discussões nas formas de representação literárias e audiovisuais. Nas décadas seguintes o território balcânico foi partido pela guerra dos anos de 1990, e tanto autores quanto cineastas não se esquivaram da representação dos eventos e de seus antecedentes históricos. Chama a atenção a capacidade de se levar em conta o passado e as maneiras de absorção da história dessas regiões com a finalidade de colocar o seu conhecimento e reflexão para fora do conveniente esquecimento.

Texto completo:

PDF - p. 226-242

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Quel che resta d'Auschwitz. Milano: Boringhieri, 1998.

BERGSON, Henri. Matéria e memória. Ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BETELLA, Gabriela Kvacek. Bela fábula, bela agonia: história e sonho em Underground, de Emir Kusturica. In: VISALLI, Angelita Marques, PELEGRINELLI, André Luiz Marcondes e GODOI, Pamela Wanessa Godoi (orgs.). V Encontro Nacional de Estudos da Imagem e II Encontro Internacional de Estudos da Imagem [livro eletrônico]. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2015, p. 47-55.

BETELLA, Gabriela Kvacek. Eu voltei para reimplantar a tua memória: para os que não ouviram. Signo 66, p. 151-163, jan/jun 2014.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade. Lembranças de velhos. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

CAPPONI, Carla. Con cuore di donna. Il Ventennio, la Resistenza a Roma, via Rasella: i ricordi di una protagonista. Milano: Il Saggiatore, 2009.

CATTUNAR, Alessandro. Memorie di confine e identità plurime. Il confine italo-jugoslavo nei racconti di vita dei testimoni: 1943-47, Diacronie. Studi di Storia Contemporanea. Dossier: Il mosaico dei confini. Le frontiere della modernità [on line], N. 1, ottobre 2009 (aggiornamento del 14 febbraio 2010), Disponível em , acesso em 20.12.2013.

CERNIGOI, Claudia. Operazione Foibe a Trieste, Udine: Kappa Vu, 1997.

CHABOD, Federico. L’Italia contemporanea (1918-1948). Torino: Einaudi, 1961.

DARRAS, Matthieu e CRUZ, Maria Palacios. Balkan identities, balkan cinemas. Torino: Mondostampe, 2008.

FABRIS, Mariarosaria. O neo-realismo cinematográfico italiano. São Paulo: Edusp, 1996.

FALASCHI, Giovanni. La resistenza armata nella narrativa italiana. Torino: Einaudi, 1976.

FAURE, S., LIPAROTO, A. e PAPI, G. Io sono l’ultimo. Lettere di partigiani italiani. Torino: Einaudi, 2012.

FENOGLIO, Beppe. Appunti Partigiani. Torino: Einaudi, 1994.

FENOGLIO, Beppe. Il Partigiano Johnny. Torino: Einaudi,

FERRONI, Giulio. La letteratura come esperienza dell‘io. Il Grillo. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2010.

GOBETTI, Ada. Diario partigiano. 5. ed. Torino: Einaudi, 1972.

GOCIC, Goran. Notes from the Underground: the cinema of Emir Kusturica. London: Wallflower press, 2001.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Trad. Beatriz Sidou. São Paulo: Vértice, 1990.

HATLEY, James. Suffering witness. New York: State University of New York, 2000.

HOBSBAWM, Eric. A era dos extremos – o breve século XX. Trad. Marcos Santarrita. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

HOMER, Sean. Retrieving Emir Kusturica’s Underground as a critique of ethnic nationalism. Jump Cut – a review of contemporary media n. 51, spring 2009.

IL CUORE NEL POZZO. Direção Alberto Negrin. Fotografia Enrico Lucidi. RAI 1, 2005.

IVEKOVIC, Ivan. O drama iugoslavo – identidade: ideias preconcebidas, manipulações políticas e falsificações históricas. Novos Estudos CEBRAP, n. 47, Mar 1997, p. 36-61.

KERSEVAN, Alessandra. Porzûs, Dialoghi sopra un processo da rifare. Udine: Edizioni Kappa Vu, 1995.

MAGNI, Stefano. Carlo Sgorlon: ideologia e guerra. Cahiers d’études italiennes 3, 2005, p. 234-251.

MAGRIS, Claudio e ARA, Angelo. Trieste: un’identità di forntiera. Torino: Einaudi, 1982.

MALVEZZI, P. e PIRELLI, G. Lettere dei condannati a morte della Resistenza italiana. 8 settembre 1943-25 aprile 1945. Torino: Einaudi, 2010.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo: PUC, n. 10, p. 07-28, dez. 1993.

PASOLINI, Pier Paolo. Corus in morte di Guido. Stroligut n.1, agosto 1945, San Vit, Stamparia Primon, p. 3-4.

PAVESE, Cesare. Il mestiere di vivere. Diario 1935-1950. Torino: Einaudi, 1990.

PAVESE, Cesare. Prima che il gallo canti. Torino: Einaudi, 1967.

PAVONE, Claudio. Una guerra civile. Saggio storico sulla moralità nella Resistenza. Milano: Bollati Boringhieri, 1998.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento, silêncio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

PORZUS. Direção Renzo Martinelli. Fotografia Giuliano Giustini. 1997, 121 min.

PRATOLINI, Vasco. Diario sentimentale. Milano: Mondadori, 2002.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Ed. da Unicamp, 2007.

SALVATORELLI, Luigi e MIRA, Giovanni. Storia d’Italia nel periodo fascista. 3.ed. Torino: Einaudi, 1970, 2.v.

SASSOON, Donald. Mussolini e a ascensão do fascismo. Trad. Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Agir, 2009.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. Reflexões sobre a memória, a história e o esquecimento. In: ______. História, memória, literatura. O testemunho na era das catástrofes. Campinas: Ed. Unicamp, 2003. p. 59-85.

SGORLON, Carlo. La foiba grande. Milano: Mondadori, 2005.

SGORLON, Carlo. La malga di Sîr. Milano: Mondadori, 1998.

SGORLON, Carlo. La narrativa friulana nel dopoguerra. Majano nuova, numero dedicato alla arti e alle lettere, Majano, 1970, p. 20-25.

TOMIZZA, Fulvio. Gli sposi di via Rossetti. Milano: Mondadori, 1986.

TOMIZZA, Fulvio. L’albero dei sogni. Milano: Mondadori, 1969.

TOMIZZA, Fulvio. La quinta stagione. Milano: Mondadori, 1965.

TOMIZZA, Fulvio. Materada. Milano: Mondadori, 1960.

TORNABUONI, Lietta. “Porzus” atroce infiamma Venezia. La Stampa, 01 Set 1997, p. 18.

UNDERGROUND. Direção Emir Kusturica. Fotografia Vilko Filac. New Yorker Video, 1995, 167 min.

VIGANÒ, Renata. L’Agnese va a morire. Torino: Einaudi, 2005.

VITTORINI, Elio. Uomini e no. Milano: Bompiani, 1946.

XAVIER, Ismail. O Discurso Cinematográfico: A Opacidade e a Transparência. 4. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Guavira Letras (PPG-Letras) - ISSN 1980-1858 (Qualis B2)